Muitas doenças encontram sua origem ou parte dele em maus hábitos nutricionais; por isso, a Homeopatia sugere que, para obter um tratamento bem sucedido, é necessário lançar mão do chamado regime adjuvante, que consiste em corrigir defeitos na dieta do indivíduo.


A Nutrição tem importância fundamental no nosso estado de saúde, tanto do ponto de vista preventivo como de cura e de melhoria da qualidade de vida. Se bem que é algo conhecido de outros tempos, a realidade nos mostra que a alimentação é cada vez mais desequilibrada.


Alimentação, importante aliada na terapia homeopática


Ainda, estima-se que 75% das mortes no México e em países desenvolvidos estão associados a doenças cardiovasculares (do sistema circulatório), diabetes mellitus (aumento da concentração de glicose no sangue, devido à incapacidade do organismo em aproveitá-la) e cancro, doenças que têm entre suas principais causas inadequado estilo de vida.


Neste contexto, a dieta desempenha relevante papel, pois a cada dia aumenta o consumo de gorduras, carnes vermelhas, farinhas refinadas, açúcares simples e guloseimas, o que dá lugar a obesidade, hiperlipidemia (aumento de gordura no sangue) e distúrbios metabólicos.


“Samuel Hahnemann, pai da Homeopatia, estabeleceu que a doença é conseqüência da energia vital afetada e, desde então, tal perturbação está intimamente ligada com o que comemos”, refere o Dr. Humberto Cota Gomez, especialista em Otorrinolaringologia e Homeopatia dedicado à prática privada.


Pela boca morre o peixe


Hábitos de vida, turnos de trabalho prolongados, pouco tempo disponível para comer e incorporação da mulher ao mercado de trabalho, entre outros fatores, estão modificando a forma de nos alimentar. A ingestão de alimentos tradicionais diminuiu no México e, ao mesmo tempo, ganharam terreno dos produtos “sucata“. Se a isto se soma a redução da atividade física, entenderemos por que foram aumentando as doenças crônico-degenerativas.


“Com frequência, os pacientes referem em torno de certos alimentos as seguintes frases: ‘eu sei que não é bom, mas eu gosto” ou “eu já estou acostumado a comer dessa forma’. O anterior deixa ao descoberto que a saúde está menos cotado que o ‘gosto’ ou ‘costume’, o que se tem agudizado pela presença de numerosos estabelecimentos de comida rápida, cuja mensagem publicitária se resume em ‘come gostoso e desfrute imediatamente'”, adverte o especialista.


Neste contexto, destaca-se a explicação de Samuel Hahnemann, em seu Tratado das doenças crônicas, que refere, entre outras coisas, que o bom médico deve reconhecer e remover os obstáculos para a cura. E, com efeito, um dos principais problemas é a má alimentação.


Há que se destacar que na luta diária contra a balança costumam cometer erros nutricionais, pois a maioria dos programas de perda de peso que se promovem em diferentes meios de comunicação prometem resultados imediatos, e nunca consideram-se determinado método é adequado para quem vai usá-lo.


Em consulta


“A Homeopatia sempre tem que ver o paciente como um todo, estudando os sintomas para observar o quadro completo e medicar com sabedoria, mas, além disso, é indispensável saber de Nutrição”, indica o Dr. Cota Gómez.


Acrescenta que a visão de Samuel Hahnemann era ampla e sábia quando aconselhava os médicos de sua época, do que dar importância a coisas que nunca antes haviam considerado, como dietas, alimentos benéficos e adversos, efeitos dos alimentos sobre os tratamentos homeopáticos e conseqüências do comportamento alimentar dos pacientes.


Além disso, neste sentido, é importante reconhecer que a Nutrição oferece grande ajuda em todo tratamento, pois ao seguir uma dieta equilibrada e otimiza-se o tratamento homeopático e, ao mesmo tempo, evita que o paciente recaia.


Para estar saudável


Como podemos ver, a base para manter a boa saúde é, sem dúvida, a dieta equilibrada, juntamente com rotinas de exercício, descanso adequado, assim como a higiene física e ambiental. Em geral se esquece ou se subestima que, na maioria dos casos, uma alimentação completa permite que o paciente se recupere mais rápido e que os medicamentos homeopáticos cumprem seu papel de forma mais eficaz.


“Se curar por meio da dieta é algo que todo mundo sonha, a realidade nos mostra que é mais difícil de modificar os pacientes, já que os distúrbios alimentares são provenientes de maus costumes que se aprendeu na infância e foram favorecidas pelos adultos. Por isso, é necessário trabalhar este aspecto com o paciente, proporcionando educação nutricional”, encerrou o homeopata.


O anterior, de acordo com o Dr. Cota Gómez, deve ser enfocado sob dois pontos de vista:



  • Prevenção. Baseia-Se nos resultados de todos os estudos científicos que comprovam as propriedades nutricionais e terapêuticas dos alimentos, componentes necessários para viver de forma saudável e as quantidades diárias que devem ser consumidas de acordo com idade, estado de saúde, sexo e estilo de vida.

  • A cura. Consiste na correção de hábitos alimentares, uma vez que as pessoas experimentam alguma tristeza.

É importante ter presente que a Homeopatia nunca concentra as doenças ou desequilíbrios como problemas isolados, por isso sempre tenta fazer, além de tomar a medicação adequada e praticar a higiene necessária, o paciente assuma corretamente a sua necessária participação ativa no processo de cura por meio de incorporações, retiradas ou substituições de alimentos.


As opiniões expressas neste artigo não refletem necessariamente o ponto de vista da Associação Nacional da Indústria Farmacêutica Homeopática, A.C. (Anifhom).

Alimentação, importante aliada na terapia homeopática
Rate this post