1 – 15

Todo alimento estimula a secreção de ácido clorídrico no estômago, pois graças à ação desse composto é possível a sua fragmentação química e digestão.

2 – 15

Não obstante, alguns produtos podem causar desconforto digestivo devido a que elevam a acidez, aumentam a produção de sucos gástricos ou prejudicam a barreira protetora do estômago. Vejamos abaixo os mais comuns.

3 – 15

Os refrigerantes de cola, altamente consumidos no México, são muito ácidos e contêm componentes que destroem a barreira gástrica. Além disso, possuem água carbonatada, que dilata o estômago e aumenta a pressão sobre ele, favorecendo o refluxo (passagem do conteúdo gástrico para o esôfago e garganta).

4 – 15

As frutas cítricas, como limão, lima, laranja, tangerina e toranja, possuem grande quantidade de vitamina C, que fortalece as defesas do organismo e intervém na formação dos tecidos; contudo, esse nutriente aumenta a acidez gástrica.

5 – 15

O vinagre, um produto que em sua maioria é obtido a partir da fermentação do vinho e da maçã, é usado em conservas, molhos e salmoura. Deve o seu sabor peculiar à presença de ácido acético, o qual, por si só, aumenta o nível de acidez do estômago.

6 – 15

O tomate, por sua vez, é um fruto originário do continente americano, que se adaptou muito bem às diferentes tradições culinárias. Este produto é utilizado na elaboração de molhos, purês e sucos, e o seu nível de acidez também é considerável.

7 – 15

O chile é um dos ingredientes distintivos da comida mexicana. Suas qualidades como tempero, são inegáveis, mas também os seus efeitos no estômago ao ser consumidas em grandes quantidades: estimula a produção de ácidos gástricos e irrita a barreira protetora do estômago.

8 – 15

O sabor do chocolate é um dos mais bem-vindos e aceitos em todo o mundo, mas há que comê-lo com moderação. É um alimento gorduroso, por isso, sua digestão requer maior geração de ácidos gástricos, sem esquecer que contém cafeína, que destrói a barreira gástrica.

9 – 15

Por seu método de elaboração, os alimentos fritos contêm maior quantidade de gordura que os outros pratos e, portanto, o estômago deve aumentar a secreção de ácidos gástricos para alcançar sua fragmentação química.

10 – 15

As castanhas são um fruto seco que se obtém do nogueira, e distinguem-se, entre outras qualidades, por seu importante conteúdo de gorduras. Tal é a razão por que estimulam a produção de ácido clorídrico.

11 – 15

A carne, e, em geral, os alimentos ricos em proteínas (ovo, leguminosas, derivados de leite, carnes frias) requerem uma quantidade significativa de ácidos gástricos para que tais nutrientes possam digerirse, independentemente de se contêm muita gordura ou não.

12 – 15

As bebidas alcoólicas não aumentam a acidez gástrica, mas destroem a barreira que protege o estômago, gerando efeitos semelhantes. Além disso, favorecem o relaxamento do esfíncter, que fecha a entrada para o estômago, causando refluxo.

13 – 15

O café e as bebidas que têm cafeína (chá, refrigerantes, energéticos) destroem a barreira gástrica, de modo que quebram o equilíbrio que esta guarda com a geração de sucos digestivos. Em consequência, a acidez afeta o estômago, embora se encontre em níveis normais.

14 – 15

Os alimentos que abusam de especiarias e condimentos, comuns na comida mexicana, irritam a mucosa gástrica e eliminam a barreira protetora do estômago. Isso não significa que devam retirar-se da dieta, só que não se deve abusar deles.

15 – 15

A azia pode ser evitado com uma dieta variada e consumo moderado de alimentos, como os já mencionados. Também, aqueles que sofrem de refluxo se beneficiar com essas medidas, porém, não devem esquecer que o problema reside em falhas do esfíncter do estômago, pelo que o seu tratamento médico não envolve apenas mudanças alimentares.

Alimentos que causam azia
Rate this post