1 – 16

Levar para casa com ingredientes da melhor qualidade é apenas o início de uma dieta saudável; o passo seguinte consiste em prepará-los de forma que eles possam chegar a sua boca com a maior quantidade de nutrientes possível. Conheça 15 alimentos que pode estar consumindo de forma errada e como reparar o erro para benefício próprio e o de sua família.

2 – 16

Esqueça ferva o brócolis, cozinhá-lo no forno ou asarlo, qualquer uma destas formas de preparação danificam o seu conteúdo de vitaminas C, A, B e K, cálcio, ferro, fibra, antioxidantes e ácido fólico. É melhor lavá-lo com água fria (diretamente sob a torneira) e cozinhá-lo no vapor durante 3 ou 4 minutos, no máximo, já que se você passar de cozedura, se obscurece e perde seus nutrientes.

3 – 16

Ninguém rejeita as batatas fritas ou purê, embora esta forma, perdem certos nutrientes (exceto carboidratos); no entanto, se as cozinhas, com casca, deixar que arrefeçam e as incorpora a uma salada, conservam a sua fibra, proteína e vitamina C. Além disso, ao consumi-las à temperatura ambiente, o amido, que contêm é “mais resistente”, ou seja, se custa mais trabalho depois de passada a turbulência, o que reduz o risco de comê-las em excesso e a cair no excesso de peso.

4 – 16

Com 75 calorias, um ovo, lhe oferece 6 gramas de proteína, aminoácidos essenciais e vitamina D, mas tudo isso pode danificar quando cozinhas com muita gordura ou manteiga, e ao seu lado você coloca várias fatias de pão ou grandes pedaços de queijo. Uma alternativa mais saudável para consumir este alimento é hirviéndolo (o ovo cozido é pilar de várias dietas para perda de peso) ou prepará-lo estilo poché (água quente).

5 – 16

Embora a couve é fonte de vitamina C, esta contribuição é desperdiçada ao comprá-lo ralada, pois uma vez que o vegetal, transforma-se em finos cortes e armazenadas em sacos de plástico, reduz seu conteúdo vitamínico. É melhor comprar a couve em peças completas e rebanarla minutos antes de consumi-la. Para aproveitar os nutrientes ao máximo (também possui vitamina A e ácido ômega 3) deverá ser cozida no vapor.

6 – 16

Se falamos de fruta, é melhor comê-los, que beber. A laranja, por exemplo, perde fibra (presente em seus segmentos), quando consumido na forma de sucos industrializados, apresentação que fornece ao corpo demasiado açúcar. Além disso, a casca de frutas inteiras, como maçã ou pera, fortalece os teus dentes ao mordê-los e ajuda a digestão, já que seus componentes passam pelo trato intestinal quase intactos, como “vassoura” que varre e remove o que “não precisa”.

7 – 16

Cozinhe as verduras a vapor é o melhor, já que, com este método os seus nutrientes são preservados por completo. Se as hierves, use somente a água necessária para satisfazê-las, e faz com que o tempo de cozedura seja mínimo, pois as vitaminas hidrossolúveis, especialmente do grupo B e C) tendem a ser mais afetadas. Ao final, aproveite a água do cozimento para preparar sopas ou caldos super nutritivos!

8 – 16

Se acostuma cozinhar os legumes depois de tirá-las da lata, você comete grave erro! Enlatar alimentos é uma forma de preservar as suas vitaminas e minerais, deixando-os prontos para serem consumidos. Uma vez que tiver obtido os legumes do recipiente, basta aquecê-las para a temperatura desejada, não é necessário submeter a um processo de cozimento completo, caso contrário, alteras o seu sabor, textura e nutrientes.

9 – 16

Quando se cozinha em excesso, a massa adquirir uma consistência muito mole, além de que aumenta o seu índice glicêmico, isso significa que seu corpo pode absorver os hidratos de carbono que contém rapidamente. É melhor ser cozida “al dente” (macio por fora, firme por dentro), e combiná-lo com legumes, em vez de creme ou queijo, para obter um disco sem excesso de calorias, mas com um sabor excelente.

10 – 16

O “poder” antioxidante do licopeno que o tomate possui (substância que dá sua cor vermelha), protege o organismo contra câncer, doenças do coração e outras doenças. A maneira mais fácil de obter estes benefícios é cocinándolo; no entanto, você pode desfrutar do tomate em saladas e acompanhá-lo com azeite de oliva, que ajuda na absorção de outros nutrientes (vitaminas A, C e e, por exemplo).

11 – 16

Embora não vá para comê-los, a casca do melão deve estar completamente “limpo” antes de rebanarlo, pelo que se recomenda cepillarla para eliminar qualquer vestígio de sujeira e bactérias em sua casca, caso contrário, existe o risco de que estes microrganismos contaminem a superfície que você usa para cortar a fruta.

12 – 16

A carne vermelha é fonte importante de proteínas, ácido omega 3, vitamina B12, niacina, ferro e zinco, no entanto, também pode conter gorduras saturadas que, idealmente, devemos minimizar em uma dieta saudável para reduzir o risco de obesidade e doenças do coração. Escolha cortes de carne magra e retira qualquer vestígio de gordura visível antes de ser cozida.

13 – 16

Lavar o frango antes de cozinhá-lo eleva o risco de propagação da bactéria campylobacter em suas mãos, a roupa, a área de trabalho e os utensílios de cozinha através do funil de gotas de água. Por isso, não o lave, basta cozinhar perfeitamente cada peça para que os possíveis microrganismos que contém são destruídos através do calor antes de chegar ao seu prato.

14 – 16

Para além do “espírito” que lhe oferece seu conteúdo de cafeína, o café possui antioxidantes que protegem as células para que funcionem como deveriam, mas se o consumo diário de doces, leite integral (batida), xarope de baunilha, chocolate e outros ingredientes repletos de calorias, a bebida perde grande parte de seus benefícios e, inclusive, é capaz de acrescentar alguns centímetros à sua cintura. Cuidado!

15 – 16

Se você beber água somente para acabar com a sede, você está desperdiçando uma de suas grandes virtudes: ajuda a emagrecer. Além de tomar entre 8 a 10 copos de água ao longo do dia (de preferência antes das refeições para obter efeito de saciedade), lembre-se de incluir em sua dieta alimentos ricos em líquidos, como frutas e vegetais; conseguirá mantê-lo hidratado e controlar o seu peso.

16 – 16

A tortilha de milho é alimento de excelente qualidade, que proporciona carboidratos, cálcio, fibras, potássio e sódio. No entanto, a sua riqueza nutritiva desce se a acompanhá-lo, de gorduras ou irritantes em excesso, pois se transforma em comida super calórica que, além disso, você pode danificar o seu estômago. Como você verá, uma dieta nutritiva exige alimentos de qualidade, mas também dicas para cozinhá-los de forma saudável.

Alimentos que você come mal
Rate this post